Tem uma empresa de sucesso? Que tal abrir uma franquia?!

Manter uma empresa consolidada do mercado requer algumas estratégias. Se você tem um negócio de sucesso, certamente, já deve ter ouvido alguém perguntar: “é franquia?”. Quando os empresários conseguem se manter dentro desse nicho e manter o sucesso, têm, muitas vezes, como próximo passo a possibilidade de levar o negócio mais além.

Por essa razão, as famosas franquias ou franchising são vistas como uma das alternativas para essa expansão.  Com isso,  empresário não precisa, necessariamente,  ter de recorrer ao investimento de capital próprio ou aos proibitivos empréstimos bancários.

Segundo as projeções da Associação Brasileira de Franchising (ABF), setor no Brasil deve crescer entre 7% e 9% este ano. Entenda como funciona!

Um negócio expandido para novos empresários

Quando uma empresa resolve abrir uma franquia, expande também sua marca. Ou seja, quando um franqueado – pessoa física ou jurídica que resolve comprar a franquia – integra a empresa como representante, também passa a zelar pelo nome e representá-la, mantendo todos os padrões já existentes.

Isso inclui uso do sistema de produção dos serviços, design da loja, sistema de produção dos produtos, matéria-prima a ser utilizada, vestuário dos funcionários, etc.

Torna-se dessa forma uma maneira de crescimento mais rentável, onde ambos os lados saem em lucro. O franqueador ganha porque sua empresa será expandida regionalmente, ou até mesmo nacionalmente e cada franqueado ganha por ter aberto o próprio negócio com modelo de funcionamento definido.

Como abrir uma franquia?

Montar uma franquia aumenta a possibilidade de rentabilidade do negócio. Dessa forma, para dar andamento a uma, o principal desafio é encontrar o modelo adequado, seguindo, concomitantemente, de requisitos básicos de negócio, como:

  • Mercadológicos- É preciso avaliar  se o produto ou serviço possui diferenciais suficientes para que os franqueados tenham vantagens competitivas em relação às concorrentes, gerando interesse para que muitos desejem integrar-se a rede.
  • Financeiros- Uma franquia só pode dar certo quando o franqueado e franqueador lucram. Logo, para uma franqueadora, é necessário avaliar a quantidade de franquias necessárias para atingir o ponto de equilíbrio, lucratividade e rentabilidade da sua franqueadora. Já para um franqueado, o negócio deve ter lucratividade e rentabilidade atrativas e um payback aceitável.
  • Organizacionais- Um negócio que já tem sucesso precisa ser replicado de forma bem definida, a fim de garantir esse mesmo padrão. Logo, é preciso padronizar e formalizar de forma metodológica, implementando maneiras estratégicas para manter tal nivelamento. O requisito organizacional engloba fatores como:
  1. Análise da situação legal da empresa
  2. Elaboração do plano de expansão da rede
  3. Sistematização dos processos para os franqueados
  4. Elaboração dos contratos da franquia
  5. Venda da franquia
  6. Seleção dos franqueados

Manter-se atualizado sobre os negócios também é de extrema relevância para quem deseja investir no ramo. O novo empreendedor do segmento de franquias pode também buscar suporte junto a Associação Brasileira de Franchising – ABF. Nela, é possível ter apoio  necessário, através de cursos e palestras.

Ficou interessado em saber mais sobre este assunto? Aprenda também a empreender no mundo digital!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.