3 dicas de português para conseguir aquela vaga de estágio

O domínio da língua portuguesa ainda continua sendo uma dificuldade para quem deseja conquistar uma vaga de estágio. De acordo com a pesquisa “O Perfil do candidato a vagas de estágio em 2018”, realizada pela Companhia de Estágios, 37% dos entrevistados apresentam dificuldades com questões de ortografia, redação e gramática. O estudo foi feito com 5.410 participantes de todas as regiões do Brasil. 24% dos entrevistados atribuem o problema com a língua portuguesa a falta de embasamento escolar. Já outros 26% colocam que, mesmo dedicando esforços, têm dificuldade em assimilar a matéria.

Se você está nesse grupo, não se preocupe. Separamos três dicas para te ajudar!

1 Tenha cuidado com os erros de ortografia

Esteja constantemente em contato com um livro de gramática atualizado. Sempre que tiver dúvidas o consulte. Dessa forma, você internaliza regras fundamentais de concordância e escrita das palavras. As regras gramaticais podem até parecer difíceis, mas com os exemplos que esses livros trazem fica bem mais fácil entender e saber como aplicar.

Outra forma de evitar erros de ortografia e melhorar sua escrita é através da leitura. Leia desde livros de literatura até bulas de remédio. O hábito constante fará com você aprenda a forma padrão de escrita da língua portuguesa sem necessariamente estar olhando para regras. Outra coisa muito interessante é que, quando você se permite olhar para diferentes gêneros textuais (livros de literatura, notícias, bula de remédio, receita, publicidade), é armazenado em sua mente uma diversidade de exemplos da escrita da mesma língua adequada a diferentes contextos.

2 Adeque o vocabulário ao contexto

Para cada situação do cotidiano existe uma forma apropriada de empregar a língua portuguesa. Basta notar que a forma que você usa o português para falar não é a mesma que você utiliza quando está em uma conversa nas redes sociais. Cada situação varia, entre outras coisas, em relação aos termos utilizados, contrações e abreviações possíveis.

Na redação de textos solicitados em processos seletivos, não é diferente. É essencial que você conheça a chamada norma culta ou norma padrão da língua portuguesa. Ela se caracteriza por ser mais formal e andar de mãos dadas com as regras gramaticais. Para adequar a sua escrita a essa norma, você também precisa estar atento ao estilo da sua escrita. Evite gírias, contrações, palavras de baixo calão, como palavrões, e lembre-se sempre de respeitar os Direitos Humanos independente do assunto que você está escrevendo.

3 Escrever, escrever e escrever: a prática é a melhor solução

Tem coisas que a gente só aprende na prática. A teoria ajuda na aplicação, mas é no desenvolvimento do hábito da escrita que você estará em contato com suas principais dificuldades e poderá aperfeiçoá-las. Tenha a meta de escrever pelo menos uma redação por semana. Após ter escrito, peça para outra pessoa avaliá-la. Pode ter certeza que a cada semana que passa você observará sua evolução em relação a anterior. Isso pode ser avaliado na redução do tempo desenvolvendo o texto, na diminuição dos erros e das dúvidas gramaticais.

Atenção: Escreva manualmente. Programas de computador, como o Word, possuem recursos de correção ortográfica automática, dessa forma fica inviável entender o que precisa ser melhorado na sua redação.

Gostou das nossas dicas? Veja cinco ideias para dar uma turbinada na sua carreira (acadêmica e profissional)!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.