5 dicas para escolher o coach correto

5 dicas para escolher um coach/FreepikDe acordo com a Sociedade Brasileira de Coaching, 84% das empresas de grande porte no Brasil utilizam o o trabalho de um coach. Mundialmente a quantidade de profissionais da área tem apresentado aumento, a última pesquisa realizada em 2011 já apresentava um total de mais de 47 mil coaches no mundo.

Mesmo possuindo potencial para se destacar no mercado ou na vida pessoal, existem pessoas que não conseguem identificá-lo e fazer bom uso de suas capacidades. Para ajudar no processo de autoconhecimento e desenvolvimento existe o coach, especialista em trabalhar para que o cliente seja a melhor versão de si mesmo.

Não sabe como entre tantos profissionais escolher o ideal para você? Não se preocupe, temos cinco dicas que podem te ajudar. Confira!

1 Saiba se o coach tem ligação com a sua área

Existem muitos coaches com experiências em áreas diferentes: life coaching, executive coaching, coaching de carreira, entre outros já apresentados aqui. Essa áreas ainda se desdobram em outras mais específicas relacionadas a formação do coach na graduação ou outro tipo capacitação que possua. Apesar de não ser regra, a afinidade entre as áreas do coach e seu cliente é algo que pode tornar o processo de coaching muito mais positivo.

2 Faça perguntas

Assim como você precisa fazer perguntas em entrevistas de emprego, não tenha medo de questionar e realmente entrevistar seu possível coach. Aproveite essa oportunidade para saber dados como o tempo de experiências e os casos de sucesso que ele possui. Procure também deixar claro questões relacionadas a valores, duração de cada sessão e quantidade de sessões. Verifique a qualificação do coach , ele precisa ter participado de um processo de formação de no mínimo 80 horas. Faça isso com ao menos três profissionais.

3 Faça um teste

Dê preferência a coaches que disponibilizem uma sessão experimental inicial. Parte do funcionamento da orientação dada por esse profissional depende da empatia entre o coach e o coachee (cliente). Em uma sessão experimental é possível avaliar se é possível construir esse tipo de sentimento e comprovar o que foi apresentado anteriormente em entrevista faz jus ao profissional.

4 Converse com antigos clientes

Pessoas que foram bem atendidas e alcançaram bons resultados com seus respectivos coaches podem gostar de falar sobre a experiência que tiveram e até mesmo indicar para outras pessoas. Dê uma pesquisada na internet, veja se tem alguém que já tenha sido atendido pelo profissional em que está interessado e busque conversar com ela sobre.

5 Observe as questões contratuais

Todo o processo de coaching deve ser contratado com tudo muito bem especificado. Não compre pacotes de sessão fechados, a quantidade de sessões deve ser personalizada de acordo com o objetivos do cliente. O mesmo vale para horários e intervalo de tempo entre uma sessão e outra. O preço de possíveis sessões extras deve ser acordado antes do início do processo também. Caso o coach tenha sido indicado pela empresa em que trabalha, saiba que não é ético que o mesmo profissional atenda o chefe e seu subordinado, se isso vir a ser proposto, não adquira o serviço.

E aí, aprendeu o que faz um coach? Deixe suas dúvidas aqui nos comentários!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *