5 dicas de como administrar perfeitamente sua bolsa de estágio

Como gerir a bolsa-auxílio

O sonho de todo estudante universitário é conseguir um estágio dentro da sua área, não é mesmo? Poder aprender novas experiências, estar inserido no mercado de trabalho fazendo o que ama e ainda por cima ter a possibilidade de ganhar algum dinheiro por isso pode ser o paraíso para estagiários. De acordo com uma pesquisa divulgada em maio de 2018 pelo Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube), o valor médio recebido em 2017 por quem estagia é de R$ 1.002,79. O montante é 3,8% maior que em 2016, quando a média era de R$ 965,63.

Mas qual é a melhor forma de investir o auxílio recebido pelo estagiário? Trouxemos algumas dicas exclusivas de como você pode administrar da melhor forma o seu dinheiro. Confira abaixo!

1 – Invista em cursos

Aproveite o momento universitário da sua vida e invista sua bolsa-auxílio em cursos que vão fazer você se aperfeiçoar na área do seu estágio. Tenha certeza que seu currículo capacitado será um diferencial aos olhos dos recrutadores, quando você acabar a academia e for em busca de um trabalho.

2 – Guarde para xerox e coxinha

Você bem sabe que a faculdade é aquele bom e velho looping entre tirar xerox do material que o professor passou para a aula seguinte e comer aquela coxinha da tia, entre uma aula e outra, para conseguir sustentar o corpo e assistir às aulas, fazer os trabalhos e estagiar.

3 – Nem só de estudo vive um estagiário

É preciso reservar também um tempo para seu lazer, pois é de extrema importância para a saúde emocional a promoção do espairecimento da mente. Vá à cinemas, museus, teatros, shows, invista na Netflix e veja aquela série que estão todos comentando. Distraia sua cabeça e saia um pouco da rotina.

4 – Seja um congressista

Como os cursos, os congressos são muito importantes para a vida acadêmica. E, como sabemos, esses eventos têm uma estrutura diferenciada, o que demanda valores às vezes significativos de inscrição. Por isso, reserve uma parte da sua bolsa para investir nos congressos, além, claro, das palestras.

5 – Poupar

“De grão em grão, a galinha enche o papo”. Esse famigerado dito popular pode ser um exemplo a seguir. Mesmo que você só consiga poupar um pouco, é importante ter um dinheiro guardado para eventuais necessidades. Especialistas indicam que o recomendado é a aplicação de 10% do salário na poupança.

De toda forma, é preciso estar muito atento às finanças, principalmente no tempo de crise econômica, política e social em que o Brasil se encontra. Gostou das nossas dicas? Deixe seu comentário com sua opinião!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.