Saiba como fazer as referências bibliográficas do seu trabalho acadêmico

É preciso estar atento às regras da ABNT

Ao escrever um trabalho acadêmico você provavelmente citará diversos autores para dar maior credibilidade a sua linha de pesquisa. Porém, não basta separar aquela frase que se encaixa perfeitamente no seu texto. É preciso creditá-la corretamente para que outras pessoas possam consultar as obras, conhecer quem as escreveu, além de estabelecer uma linha de confiança na sua argumentação, mostrando que suas opiniões são sustentadas pelas fontes consultadas.

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que é quem regulamenta a normalização técnicas no Brasil, exige uma série de formatações para cada tipo específico de referência textual e nós separamos as principais para você não fazer feio na hora de produzir seus trabalhos acadêmicos.

Referências x Referências Bibliográficas

De acordo com as regras da ABNT, publicadas em 2017, as duas formas estão corretas. Ambas se referem a várias fontes de pesquisa, como livros, artigos, teses, porém a primeira contempla também matérias online, como o conteúdo em portais de notícias, por exemplo. Mesmo que você utilize fontes de diferentes plataformas, o termo pode ser usado das duas maneiras.

Exemplos das principais referências:

Obras com apenas um autor/ autor pessoal

Quando a obra consultada é um livro que possui apenas um autor, deve-se fazer da seguinte maneira: último sobrenome, todo em letras maiúsculas, seguido do restante do nome, que pode ter partes abreviadas ou não. Lembre-se que, seja qual for a fórmula que você escolher ela deverá ser repetida em todas as outras referências.

Exemplo:

SOBRENOME, Nome com sobrenome (se houver). Título do livro. Número da Edição, volume (se houver). Cidade: Nome da editora, Ano do livro.

SILVA, M. ABNT sem pesadelo. 1ª Edição. Recife: Editora Bárbara, 2017.

Obras com dois autores

A ordem continua a mesma, mas os autores são inseridos em ordem alfabética.

Exemplo: SILVA, M.; TAVARES, A. ABNT sem pesadelo. 1ª Edição. Recife: Editora Bárbara, 2017

Obras com três autores ou mais

Para o caso de mais de três autores dividindo a mesma obra você deve usar a expressão em latim et al., que significa “e outros”.

Exemplo: SILVA, M. et al. ABNT sem pesadelo. 1ª Edição. Recife: Editora Bárbara, 2017

Mesmo autor, obras diferentes

Se você citar várias obras de um mesmo autor deve colocar um traço. Ele irá indicar que o nome se repete.

Exemplo:

SILVA, M. ABNT sem pesadelo. 1ª Edição. Recife: Editora Bárbara, 2017.

_______. Regras para serem acessadas. 2ª Edição. Recife: Editora Bárbara, 2017.

Artigos da internet

Aqui a diferença está apenas no final da citação. Ao final da referência você deve colocar a palavra Disponível em, seguida do dia, mês e ano em que a matéria foi consultada, além de Acessado em: seguido do link para a obra consultada. É importante colocar os símbolos de < e > antes e depois do site.

Exemplo: SILVA, M. ABNT sem pesadelo. [S.I]: Livro Virtual, 2017. Disponível em: <www.aquelesitedahora.com.br> Acessado em> 05/09/2017.

Monografias, teses, dissertações e artigos

No caso de citações que vieram de trabalhos acadêmicos as referências devem começar pelo sobrenome do autor (caso haja mais de um, colocar em ordem alfabética), título, ano e total de folhas.

Exemplo:

SILVA, M. ABNT sem pesadelo. 2016. 95 f. Trabalho de conclusão de curso (monografia) – Curso de Secretariado, Universidade Brasileira, Recife, Pernambuco, 2017.

Revista

Aqui a diferença é um tanto menor. Além do nome do autor coloca-se o título do artigo, da revista, a cidade, editora, volume, número, mês e ano.

Exemplo:

SILVA, M. ABNT sem pesadelo. Acadêmicos Magazine, Recife, Editora, Ano 6, n. 5, Jun/Jul., 2017.

Dicionário

Para o caso de consultas ao dicionário as especificações são ainda menores.

Exemplo:

BANDEIRA, C. Dicionário de Língua Portuguesa. 21. ed. São Paulo: Editora, 2017.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *