Carta de intenções: você sabe como fazer?

carta de intenções

Se ligue nas 4 dicas para arrasar em sua carta de intenção

A carta de intenções pode ser uma das etapas mais importantes de um processo seletivo, pois nela o candidato deve demonstrar os porquês de estar pleiteando aquela vaga.

Com um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, ter um bom currículo não vem sendo a principal forma de selecionar bons candidatos para algumas empresas, por isso muitas delas tem requerido de seus candidatos as cartas de intenções.

A principal finalidade da carta de intenções é demonstrar as afinidades do candidato com a vaga concorrida, e sobretudo o como e porquê ele pode contribuir para a empresa caso seja contratado para aquele cargo que está concorrendo. Uma boa carta de intenções deve ser informativa, para mostrar as qualidades profissionais e psicológicas do candidato, ser bastante persuasiva mas sobretudo objetiva.

Geralmente, a carta de intenções é requerida na primeira ou segunda etapa do processo seletivo, pois ela também é uma ferramenta de identificar o perfil dos candidatos e ver quais deles encaixam ou no perfil da vaga ou da empresa em questão.

Porém escrever uma carta de intenções não é tão simples como parece, pois para cada vaga e perfil de candidato há uma forma de fazer a carta, mas existem alguns pontos que sempre devem estar presentes numa boa carta de intenções.

Pensando nisso, separamos 4 dicas de como você pode escrever sua carta de intenções e não ser eliminado nessa etapa do processo.

1 – Pesquise sobre a empresa a que está concorrendo a uma vaga

Uma carta de intenções deve ser bem direcionada, e para isso você deve conhecer bem a empresa que pretende trabalhar, por só dessa forma conseguirá identificar como suas qualificações poderão se alinhar a vaga oferecida

2 – Fique atento ao endereçamento da carta

Às vezes a carta deve ser endereçada a alguém, por isso, fique atento caso seja necessário endereçar a alguém ou algum setor específico da empresa. Você não vai querer que sua carta se extravie por aí, ou seu e-mail seja engolido pelo mar de mensagens recebidas pelo recrutador, não é mesmo?

3 – Destaque seus principais feitos

Numa carta de intenção você deve além de apresentar-se logo no início do texto, deve também destacar seus feitos e realizações, para que fique evidente o quanto você pode agregar à instituição a qual está pleiteando a vaga. Mas sem exageros, nada de se hipervalorizar para não soar presunção ou pedantismo. Seja honesto sobre suas qualidades.

4 – Revise seu texto

Depois de certificar-se que colocou todas as informações relevantes ao seu respeito e quais suas possibilidades de contribuição para a instituição destinatária de sua carta de intenções, revise tudo. Sempre deixamos passar uma vírgula, uma letra a mais ou a menos, e a revisão textual, é importantíssima, para assegurar o uso correto da norma culta e dos tempos verbais adequados – que neste caso, podem ser o uso da voz ativa ao invés da voz passiva, por exemplo – .

E você, já sabe como escrever sua carta de intenções? Conta pra gente!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *