Você precisa de um currículo objetivo

O currículo é a porta de entrada para o profissional que deseja ingressar no mercado de trabalho. Por

Mulher preenchendo ficha para currículo

Entenda como fazer um currículo objetivo

isso, é muito importante tomar cuidado e o planejar bem, pensando nele sempre como a primeira forma de apresentação que deve conquistar logo de cara o recrutador. Para te ajudar a construir um bom currículo objetivo, separamos algumas orientações. Quer saber como elaborar um bom currículo? Então continue lendo.

Leia também: Dicas na hora da entrevista de emprego

Por que você deve ter um perfil no LikedIn

A palavra de ordem do dia é organização: essa é a palavra inicial para o desenvolvimento de um currículo objetivo. Um currículo bem organizado, com as informações na ordem correta evitará que o recrutador da empresa demore para encontrar o que precisa saber e acabe desistindo de você. Separamos a estrutura do currículo em algumas seções para facilitar no momento em que estiver construindo o seu. Confira:

Dados pessoais

É sua apresentação inicial e lá devem conter dados como seu nome completo, onde mora e quantos anos tem. Não precisa colocar especificamente a sua data de nascimento, sua idade já é o suficiente. Aproveite para botar também neste campo telefones para contato e um endereço de e-mail ativo e que você verifique com frequência.
Mas atenção: não coloque os números de documentos como RG e CPF, a nãos ser que seja uma exigência do processo de seleção. Lembre-se que esses dados são considerados sensíveis e que portanto nem todo mundo deve ter acesso a eles.

Cabeçalho de currículo

O objetivo

Dica de ouro aqui: não enrole. Depois de se apresentar deixe claro seus objetivos. Vale lembrar que são seus objetivos profissionais. Diga ao recrutador que cargo deseja concorrer à vaga. Nunca, jamais, apareça com um discurso filosófico e motivacional copiado de algum site e colado no seu currículo. O recrutador neste momento não quer entender quais suas questões acerca da vida humana na Terra, ele precisa mesmo saber para que vaga ou setor você está se candidatando. Portanto, se você é um jornalista e está em busca de recolocação na área de assessoria de imprensa, em seu objetivo pode ser: Trabalhar com assessoria de imprensa de empresas públicas e privadas. Veja no exemplo abaixo:

Objetivo de um currículo

Formação

A formação deve vir antes da experiência. Pense da seguinte maneira, primeiro você informa como você se preparou para determinadas funções e depois você mostra como e onde pôs em prática a sua preparação.
Não há a necessidade de colocar em que escola você estudou caso você já esteja na graduação ou seja graduado. Se estiver concorrendo a cargos que pedem nível médio ou básico e ainda não tiver ingressado no Ensino Superior, coloque no currículo a escola que frequentou e até que ano ou série estudou.
Comece sempre do título mais alto para o mais baixo seguindo essa dica acima de: se for graduado, não precisa citar onde cursou o ensino médio. Se for mestrando ou mestre, cita a graduação e onde realizou o curso.

Veja no exemplo abaixo:

Formação para colocar no currículo

Experiências

É na parte das experiências que aparecem os erros muito comuns. Você deve colocar suas experiências sempre começando a partir das mais recentes até as mais antigas. Priorizando sempre as experiências que serão relevantes para conquistar a vaga. Para o recrutador não importa se você trabalhou como recepcionista de consultório médico há 13 anos se você está concorrendo à vaga de professor.

Outro ponto importante é que os cargos em diferentes empresas podem ter nomes diferentes. Por conta disso, se algumas das empresas em que você trabalhou tinha algum nome inusitado de cargo preocupe-se em fazer uma breve descrição da função. Seja breve, não precisa se estender. Essa descrição da função é só para que o recrutador entenda o que você fazia nas empresas em que já trabalhou.

Experiências para currículo

Formações complementares

Aproveite este espaço para colocar os cursos extras que fez que fogem do eixo escola-graduação. Você pode destacar nesta seção o curso de língua estrangeira que fez ou está fazendo, um curso de duração mais curta que está relacionado a área que está tentando vaga. Atenção, se não estiver concorrendo para uma vaga em empresa de culinária, não ponha o curso de sobremesas com duração de seis meses que você fez , e isso também vale para hobbies. A não ser que a seleção peça para que você explicite isso, não cabe colocar no seu currículo, ok?

Formação complementar currículo

Divulgue trabalhos e portfólios

Uma das coisas mais assustadoras é não ter experiências para colocar no currículo quando se está concorrendo ao primeiro emprego, certo? Contudo, vale lembrar dos trabalhos que já foram realizados no período da universidade. Esse tipo de material pode fazer parte do seu portfólio e pode ser enviado junto ao seu currículo.

O mesmo vale para pessoas que estão concorrendo pela segunda ou vigésima vez a uma seleção profissional. Os trabalhos realizados em outras empresas que sirvam para evidenciar o que você já fez podem ser enviados junto ao currículo. No caso de currículos que serão enviados pela internet, procure colocar links para arquivos na nuvem ao invés de arquivos para serem baixados.

Trabalhos e portfólios para o currículo

Agora que você já sabe o que fazer, veja aqui o que NÃO fazer no seu currículo. Aqui nós já falamos dos 7 erros que você nunca deve cometer no seu currículo profissional.

Alguns erros são muito comuns em currículos, preste atenção para não cometê-los. Não coloque o nome “Curriculum Vitae” na parte superior do currículo e elimine o hábito de pôr foto 3×4 nele, a não ser que a empresa solicite a foto. Também não é preciso, nem indicado, colocar o número dos documentos no currículo, esses dados serão solicitados em períodos posteriores de seleção e contratação.

Caso faça o envio do currículo por e-mail use o formato PDF, algumas pessoas tendem a enviar o currículo do jeito que foi preparado no Word ou outro editor de texto. Esses editores, como o próprio nome já diz, deixam o arquivo aberto para que ele seja editado. O formato PDF não permite edições, garantindo que seu currículo esteja mais seguro e que não sofra alterações na formatação quando aberto em outro computador ou dispositivo.

Priorize sempre um currículo objetivo e curto com todas as informações realmente importantes para o recrutador. Apesar de parecerem muitas seções, você pode fazer com que isso tudo caiba em no máximo duas páginas. Siga as nossas dicas. Desenvolva o seu currículo e que tudo dê certo em seu próximo processo de seleção.

Veja o modelo de currículo completo que foi apresentado ao longo do texto:

currículo objetivo

Quer mais alguma informação sobre elaboração de currículo? Pode deixar a pergunta aqui nos comentários!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *