Saiba como se tornar um Coach Digital

Em meio à instabilidade e dúvidas acerca dos caminhos a serem seguidos durante a trajetória acadêmica, profissional e pessoal, a figura do Coach ganha cada vez mais espaço.

“Coaching é uma palavra de origem inglesa que indica uma atividade de formação pessoal em que um instrutor (coach) apoia o seu cliente (coachee) a evoluir em alguma área da sua vida e alcançar metas que sozinho ele não conseguiria”, explica Valdênio Rodrigues, professor do Grupo Ser e Coach  certificado pela SBWC.

Em linhas gerais, o processo de coaching maximiza a capacidade do cliente com finalidade de obter resultados no ambiente corporativo, acadêmico ou pessoal, a depender da demanda. Além disso, esse profissional pode se especializar em diversas áreas, entre elas estão Relacionamento, Família, Sucesso, Comunicação, Vendas, Liderança, Espiritual e Digital.

Com o aumento das demandas atreladas à tecnologia e a popularização das redes sociais, a profissão se envereda para este âmbito. “Quando o coach opta por utilizar ferramentas digitais, para potencializar seu desempenho mercadológico, ele tem um ganho substancial na prospecção de novos coachees, reduz os custos de divulgação, organiza melhor seus processos, torna-se mais assertivo na comunicação, aumenta sua autoridade como profissional e fortalece o branding”, ressalta Rodrigues.

O docente observa que para captação de clientes no mundo digital, o instrutor deve estar inserido nele e utilizar ferramentas pertinentes que o auxiliem no dia a dia da profissão. Entre elas estão:

  1. Site

Com um site ou landing page o coach poderá ser encontrado em qualquer lugar do mundo. O ideal é que se contrate um profissional para desenvolver esse projeto, mas, se desejar arriscar por conta própria, basta entrar em algumas plataformas especializadas na área e desenvolver os próprios sites.

  1. E-mail Marketing

Ofereça conteúdo gratuito e relevante para seus clientes e prospects. Pode ser um E-book ou uma vídeo-aula sobre temas relacionados ao processo de coaching. Esse oferecimento pode ser feito como propostas a uma troca dados dos interessados, como e-mail e WhatsApp. Dê uma olhadinha no App LeadLovers.

  1. Mídias Sociais

Além de ser a maneira mais objetiva para manter um bom diálogo com os clientes e parceiros, ainda é possível mensurar, automatizar e escalar seu desempenho na rede. Um exemplo é o Google Alerts, que, de forma gratuita, mensura o que falam sobre você e sobre os seus concorrentes no universo web. O Bit.ly mensura quantos cliques seus links receberam, de onde eles vieram, além de levantar outros dados importantes.

  1. Sessões Virtuais

É possível, com qualidade, realizar sessões de coaching no meio virtual. Barreiras geográficas, trânsito conturbado e indisponibilidade de tempo são facilmente superados com isso. As sessões podem ser realizadas na casa do coachee, no trabalho ou onde ele achar mais conveniente. Para o processo podem ser utilizados o chat, vídeo conferência ou algum App específico desenvolvido pelo Coach.

  1. Agendas Virtuais

É possível tornar sua agenda online, dando liberdade para o coachee marcar o melhor dia e horário para ser atendido. É prático e rápido. Ferramentas como o YouCanBook.Me dispensam a necessidade de ter uma pessoa responsável pelo agendamento, liberando o coach para outras atividades ou ampliando sua capacidade de atendimento.

Leia Também:

Todo mundo precisa de um perfil de liderança? Entenda!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.