Concurso: veja quanto tempo é necessário estudar para ser aprovado

Passar em um concurso público é o sonho de muitos profissionais no Brasil. Salários altos e estabilidade no cargo são alguns dos atrativos para os concurseiros de plantão. Muitos destes, para tentar alcançar o objetivo, passam estudar várias horas por dia. No entanto, estudar em excesso pode ter o efeito contrário do que esperado, como destaca o professor de um curso preparatório do Recife e delegado civil Mário Melo.

–> Polícia Militar abre concurso público com 160 vagas

–> Prefeitura de Triunfo-PE abre nova seleção simplificada

“Não adianta manter uma rotina excessiva de estudos para concurso, pois o candidato vai se sentir bastante pressionado e qualquer gatilho pode fazê-lo perder o interesse pelos estudos. Lembre-se que o hábito de estudar deve ser uma atividade prazerosa para o candidato. O grande segredo é estudar com antecedência e manter uma regularidade. (É importante) saber separar horário de trabalho, de estudo, de lazer e de descanso”, afirma o professor.

Para Mário, não existe um tempo exato de estudo por dia. Esse período pode variar de acordo com cada pessoa. Segundo ele, o ideal é manter a regularidade de estudo por um longo tempo, do que estudar muito por dia.

“É bem melhor estudar duas horas por dia durante seis meses, do que dez horas por dia durante três meses. O candidato deve tratar os estudos como uma verdadeira obrigação rotineira, como a de trabalhar, tomar banho, realizar refeições. Com toda certeza, com seis meses de estudos mantendo-se a regularidade de 1h, 2h ou 3h por dia, o candidato já pode se sentir preparado a brigar por uma vaga no concurso”, explicou o professor.

Médicos também não recomendam estudo em excesso

Para o psiquiatra Paulo José Tavares, o excesso de horas estudadas por dia pode trazer algum prejuízo ao organismo.

“Todo excesso, de certa forma, vai trazer um prejuízo ao organismo. Existe um desgaste físico e emocional, diante de uma carga exagerada. Se você não tem um preparo, por exemplo, se você não é um atleta e vai correr uma maratona, você vai se machucar”, comparou o especialista.

O psiquiatra também destacou a importância do sono para a fixação do aprendizado. “O sono tem um aspecto muito importante, porque tudo que a gente estudou na noite anterior é fixado no sono. Por isso, é importante ter boas noites de sono”, evidenciou.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.