6 dicas infalíveis para descobrir o público-alvo ideal de sua empresa

Você sabe quem são seus clientes? Conhece o que eles buscam no seu negócio? Entende quais são suas necessidades? Independente do período que você tenha investido no seu negócio, saber sobre esses referenciais é de extrema importância para o sucesso de sua empresa.

Em qualquer área, na hora de empreender, nem sempre será possível agradar a todos. Logo, entender essas questões é essencial para identificar e definir o público-alvo que você pretende conquistar como cliente. Essa compreensão ajuda a entender como criar estratégias para manter o interesse desses potenciais clientes ativo.

Com a ajuda do especialista em Marketing Digital e Mídias Sociais, João Lopes, elaboramos 6 dicas imprescindíveis para facilitar e te ajudar a compreender o público-alvo para seu negócio. Confira!

1- Antes de qualquer coisa, entenda o que é público-alvo 

Como o próprio nome já menciona, ter um público-alvo consiste em entender e definir qual grupo específico de consumidores têm interesse no que é ofertado pelo serviço de seu negócio. Trata-se de uma série de pesquisas que definem características em comum desses clientes que serão alvo para serem fidelizados pela empresa.

Na prática, essa definição é realizada por meio de pesquisas que envolvem características em comum para seu negócio. Entre elas destacam-se:

  • Comportamento de compra;
  • Hábitos de consumo;
  • Classe social pretendida a ter como cliente;
  • Dados demográficos;
  • Nível de educação;
  • Faixa etária;
  • Condição socioeconômica;
  • Preferências, etc.

Dentro desses dados, quanto mais informações a empresa tiver, maior será a chance assertiva para um bom relacionamento com o cliente. O bom relacionamento, por sua vez, faz com que o seu público-alvo adquira seus produtos e serviços e, consequentemente, traz prosperidade para o empreendimento.

João Lopes- Especialista em Marketing Digital e Mídias Sociais

2- Defina um Branding de Imagem

O especialista explica que para “construção de imagem” é preciso que a empresa saiba o seu diferencial e entenda que é uma marca que precisa de cuidados. Para ele, a formação

da imagem da empresa interfere diretamente na credibilidade que a marca pretende passar ao seu público. Por isso, é importante pensar em pontos como:

  • Qual o seu objetivo?
  • O que te torna único?
  • Como você gostaria que as pessoas te enxergassem?
  • Quais as seus pontos fortes e fraquezas?
  • Quem é a sua audiência?
  • Quais mensagens você deseja passar?

João endossa que a construção não é feita do dia para a noite, requer tempo e avaliação, mas pode – e deve – ser aprimorada no decorrer das experiências diárias.

3- Entenda os gostos pessoais de seus clientes 

Na hora de empreender, é preciso ter bom senso e, sobretudo, profissionalismo. Isso se aplica fielmente a não confundir seus gostos com os dos clientes. Na hora de definir detalhes como produtos, a arquitetura do ponto de venda, a decoração, a abordagem dos clientes, coloque-se no outro lado do balcão.

4- Faça busca de mercado constantemente

Entender sobre o mercado específico, bem como estar por dentro do seu segmento pretendido, permite que você enxergue as oportunidades e opções às quais seu público-alvo tem acesso (ou pode ter no futuro). Isso serve com um guia prático do caminho que você deve seguir para ter sucesso.

Na prática, vale pesquisar constantemente como a concorrência atua, como são seus produtos, os diferenciais que apresenta, como atendem seus clientes, onde os funcionários estão presentes, quais canais de comunicação utilizam, a concentração geográfica do público e a forma de linguagem deles.

Feiras e exposições também são interessantes, pois reúnem a maioria das empresas do ramo e mostram como os consumidores se interessam pelas soluções.

5- Defina sua estratégia comunicacional

O tipo de negócio e público é a principal referência de como será sua estratégia de comunicação. Por isso, identificar os principais canais apropriados para chegar aos clientes torna-se uma ação relevante para obtenção desses.

“As empresas precisam buscar compreender as principais dores do seu público, as dúvidas frequentes para, consequentemente, produzir o conteúdo. Além de ser diferente de tudo que o público já viu, é importante que o ele seja entregue no momento ideal”, salienta João Lopes.

Em tempos de mídias sociais, o especialista também ressalta que usar as redes em prol da boa imagem é um diferencial.

“As redes digitais são excelentes canais para estreitar o relacionamento com o público, no entanto, é preciso que as postagens estejam conectadas com a imagem passada. Se isso não acontecer, pode comprometer de forma negativa. Afinal, de nada adianta criar posts despojados ou formais se este não é tom que utiliza no dia a dia e, sobretudo, se o seu público-alvo não tem este perfil”.

6- Esteja aberto para escuta e observe 

Conhecer seu público é extremamente importante. Sendo assim, vale aplicar a prática de ouvir e compreender quais são suas necessidades. Estimular a comunicação com a boa (e útil) pergunta: “no que podemos melhorar?”.

“Toda oportunidade que existir para se aproximar do público deve ser positiva, inclusive no atendimento presencial”, reforça João.

O cliente é sua referência. Por essa razão, observar pequenos gestos do comportamento de compra, de solicitações ou sugestões servirá como guia para entender suas reais necessidades. Esses pequenos detalhes servem como ajustes para a qualidade de seu negócio.

Ficou interessado em saber mais empreendedorismo de sucesso? Conheça também 3 maneiras de Inteligência Artificial aplicada aso negócios!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.