Direito: entenda a graduação mais procurada do Brasil

Com tempo mínimo de cinco anos de duração, divididos em dez períodos, no Brasil, direito é o curso mais procurado pelos ingressos em graduações, segundo o Censo da Educação Superior de 2017. Entre 2009 e 2016, a busca aumentou 32%, de acordo com os dados do levantamento, divulgados pelo Ministério da Educação (MEC). As informações do Censo ainda apontam para a grande procura do curso, que reflete no alto número de instituições de ensino superior oferecendo a graduação.

Ao total, 923 universidade, faculdades e centros universitários ofertam direito. Desse montante, 97 são públicas e 826 são privadas. Mesmo assim, em relação às mais de 879 mil matrículas realizadas no ano de 2017, apenas 113 mil estudantes concluíram o bacharelado.

Maria Amélia Calado

Segundo a professora e coordenadora do curso de direito da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau, Maria Amélia Calado, é preciso que o estudante se mantenha focado durante a graduação, pois o mercado de trabalho oferece oportunidades para todos.

“Não posso afirmar de forma categórica que o aluno, por ter se formado em direito já sai bem sucedido. Mas posso afirmar, em contrapartida, que nós temos mercado para que ele tenha sucesso”, aponta Calado.

Mercado de trabalho

Por ser uma área com um leque vasto de oportunidades, os rumos seguidos pelo bacharel em direito podem ser distintos. Atualmente consultor e professor de cursinhos preparatórios, Mozart Barbosa explica que sua carreira mudou conforme foi amadurecendo na faculdade.

“Hoje eu conheço os dois lados da moeda, tenho um público heterogêneo, dou aula para profissionais frustrados com o mercado de trabalho e que buscam requalificação”, explica.

Barbosa ainda aponta para um cenário que deve melhorar para quem busca advogar. “Com o novo Código de Processo Civil (CPC), que tem como objetivo a resolução de problemas judiciais por meio consensual, aquela advocacia litigiosa já não tem mais tanto espaço e há a busca por soluções amigáveis, o que pode ampliar o mercado de trabalho”, conta Mozart.

O professor ainda aponta para a realidade do mundo jurídico atual: a busca pelos certames. “Um recém-formado ganha entre R$ 2 mil e R$ 2,5 mil, então muitos se atraem pelos concursos públicos. E, para conseguir isso, é preciso ter uma preparação excelente desde a graduação”, aconselha.

Expectativa e realidade

Prestes a concluir o “curso da sua vida”, Tâmara Brasil, de 21 anos, enxerga o direito como algo “brilhante”. “Eu decidi que faria direito aos sete anos, quando vi na televisão

Tâmara Brasi

, com meu pai, um julgamento e o repórter falou sobre o advogado. Quando eu perguntei ao meu pai o que era um advogado, ele respondeu que era aquela pessoa que ajudava as outras que fizeram ou não fizeram algo [criminoso] a terem suas penas reduzidas. Foi aí que eu disse que queria ser advogada e fui pesquisando cada dia mais sobre a profissão”, conta Tâmara.

A jovem ainda explica a grande diferença entre o que pensava do curso e de como realmente foi, no começo. “As pessoas acham que vão chegar aqui e vai ser como [a série de televisão americana] Suits, vai haver discussão da lei, mas no início a gente aprende coisas básicas que vão servir para o resto da graduação”, declara.

Exame de Ordem

Um dos temores do estudante e do bacharel em direito é o Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A prova, realizada em duas etapas, é a avaliação que atesta a certificação da capacitação, conhecimentos e práticas necessárias para o exercício da advocacia. Só é possível advogar quando o bacharel é certificado pela OAB.

Para Maria Amélia Calado, o Exame de Ordem, como é conhecido, não deve ser tratado como algo a amedrontador. “Eu sei que para além da pressão da sociedade e da família, há uma pressão interna do aluno. Mas um aluno que fez uma boa graduação, ao longo de cinco anos, não tem qualquer dificuldade. Isso porque a OAB pede um conhecimento médio, já que ele precisa acertar 50% da prova”, afirma a professora.

Embora não deva ser temida, a preparação para o Exame da OAB também não deve ser negligenciada. Para ajudar quem busca realizar o sonho de passar na prova, o LeiaJá criou o Vai Cair na OAB. Abaixo, confira o vídeo com mais detalhes sobre o curso de direito.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.