Employer branding: saiba como atrair profissionais talentosos

A forma de como sua empresa atua e é representada diz muito sobre como ela é vista pelo seu público-alvo. Para manter uma boa imagem, é preciso estar sempre por dentro das inovações de mercado.

Dentro desse aspecto, todo ambiente profissional deve pensar na evolução dos processos de recrutamento, incluindo conceitos como  gamificação, mapeamento comportamental, seleção por competências, e agora, um dos mais usuais termos: employer branding.

Este último tem se tornando cada vez mais popular no Brasil, assumindo grande relevância no ambiente empresarial. Isso se deve às estratégias que ele promove em atrair os melhores profissionais durante os processos seletivos, consolidando assim, a imagem da empresa junto ao mercado. Entenda como funciona!

Mas afinal, o que é employer branding?

Antes de esclarecer, é preciso entender que todos os funcionários criam opiniões sobre a empresa e sobre a experiência de trabalhar nela. Essa conclusão, por sua vez, é passada a outros  profissionais e talentos do mercado, o que pode despertar (ou não) o desejo de trabalhar com o seu negócio.

Dessa forma, o employer branding surge no intuito de gerar uma consciência positiva em prol da reputação da marca empregadora que uma empresa leva. É um conceito que reúne práticas e técnicas para influenciar no olhar sobre a empresa através de detalhes como: práticas de RH, ambiente organizacional, cultura da sua empresa, possibilidade de desenvolvimento e crescimento dentro da organização, entre outros aspectos.

Tudo funciona de forma simples. Quando a uma empresa investe no próprio colaborador — melhorando a experiência de trabalho dele —, também melhora a sua reputação como marca empregadora.

E é assim que as técnicas de  employer branding atraem pessoas mais qualificadas e capacitadas, com valores semelhantes aos da sua empresa e mais conectadas aos seus objetivos estratégicos. Veja como acontece:

Um funcionário que vira cliente

Como já mencionamos, na prática, a estratégia se baseia na inversão de papéis. A dinâmica é usada na valorização desse colaborador e na oferta de boas experiências agregadas ao seu ambiente de trabalho.

Ações como promover um ambiente convidativo, ter um bom clima organizacional, bem como benefícios que vão além de salário (vale transporte e vale refeição) são algumas das iniciativas que trazem bons resultados para esse engajamento da boa imagem empresarial (interna e externamente).

Dê ouvidos à comunicação interna

Estabelecer um diálogo horizontal, onde todos possam se sentir ouvidos, bem como possam opinar, é essencial. No exercício do employer branding é relevante promover a participação de todos, deixando o grupo informado sobre decisões, ações e alcances que a empresa atingiu em determinado período, afinal, o colaborador também participou daquela conquista.

Torne bons líderes com incentivo

Muitos já sabem, mas não custa nada lembrar: ser chefe de uma equipe é diferente de ser líder. Um chefe comanda e um líder conduz. Portanto, incentive a formar líderes na empresa. O conceito de “líderes que formam outros líderes” continua sendo bem visto em uma gestão de alta performance.

Quando um funcionário se torna líder, ele também torna-se capaz de inspirar a equipe, de maneira humanizada e organizacional. Colaboradores que assumem liderança devem aprender constantemente e também ensinam, gerando, geralmente, mais resultados do que uma chefia tradicional com autoritarismo abusivo.

Forneça benefícios diversificados

Ainda tomando como pressuposto que o funcionário precisa ser tratado como um cliente, é importante que sua experiência positiva na empresa lhe forneça bons benefícios, agregando a vontade daquele colaborador de permanecer ali. Oferecer “apenas” salários adequados, vale transporte e alimentação não basta. Praticar employer branding é também proporcionar um bom ambiente de trabalho e benefícios que vão além da remuneração. Essa é uma das primordiais estratégias para reter os melhores talentos na equipe e fortalecer o poder da empresa no mercado.

Planeje e aplique boas técnicas

Praticar o employer branding em uma empresa não consiste em usar técnicas independentes, mas em agregar mudanças que se interligam. É estar por dentro de práticas inovadoras, como:  

  • rotinas modernas;
  • flexibilidade de horários;
  • ambiente de integração;
  • flexibilidade de códigos de vestimenta;
  • valorização do colaborador;
  • plano de carreira e possibilidade de desenvolvimento;
  • menor burocracia;
  • liberdade criativa.

Ficou interessado em saber mais estratégias para empresa? Conheça também sobre o Programa Compliance pode ser aplicado no ambiente empresarial!

 

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.