Empresas: 46% não tem plano de retorno presencial

A empresa especializada em vale-alimentação e vale-refeição, VR Benefícios, divulgou, nesta quinta-feira (10), uma pesquisa nacional encomendada para mostrar como a gestão dos trabalhadores foi alterada com a pandemia de Covid-19 e como as companhias estão planejando a retomada aos escritórios. Nesta pesquisa, foram entrevistados virtualmente 438 profissionais de Recursos Humanos (RH) das empresas da base da VR Benefícios em todo o Brasil.

O levantamento constatou que 81% das empresas entrevistadas consideram muito importante a implementação de um plano de retorno presencial dos funcionários aos escritórios. No entanto, apenas 54% confirmaram que este planejamento já foi feito em suas companhias; 46% não fez o plano.

Segundo a pesquisa, as empresas pretendem adotar medidas de proteção para o retorno dos funcionários, tais commo disponibilidade de álcool em gel (83%), entrega de máscaras para o funcionário (76%), desinfecção do ambiente de trabalho (72%), afastamento e suporte para o funcionário que teve contato com alguém que ficou doente (67%), treinamento sobre boas práticas no ambiente de trabalho (63%), identificação e gerenciamento de casos positivos na empresa ( 62%), e treinamento sobre cuidados pessoais e coletivos (60%).

Já entre as iniciativas que as empresas menos pretendem criar no retorno aos escritórios estão novos serviços de transporte (45%), assistência médica/psicológica (42%), de alimentação (42%), e realização de testes/exames em todo o quadro de funcionários (33%).

Conforme a pesquisa, foi constatado que a maioria das empresas acredita que seus funcionários estão mais satisfeitos com o emprego em comparação com antes da pandemia e que apenas um em cada dez considera que a satisfação é menor. “Notamos que o trabalho remoto aumentou a satisfação das pessoas inicialmente por permitir mais segurança para elas e suas famílias. Posteriormente, o engajamento e a satisfação aumentaram ainda mais com a percepção do tempo ganho na eliminação do deslocamento entre casa e trabalho. Mesmo assim, as empresas não podem descuidar da saúde mental dos funcionários. É um mundo novo em que incerteza pode virar estresse”, explicou, em nota, Paulo Roberto Esteves Grigorovski, diretor executivo de Marketing e Serviços ao Trabalhador da VR Benefícios.

Por fim, ainda foi revelado no levantamento que 79% das empresas declaram ter adotado novas medidas de gestão de pessoas por conta da pandemia. Entre as diversas iniciativas implementadas estão antecipação de férias (66%), trabalho remoto (48%), carga horária reduzida (41%), suspensão de contrato de trabalho (34%), digitalização de processos (28%), e redução de salários (28%).

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.