5 dicas de como analisar o fit cultural do candidato

Como conhecer o fit cultural do seu candidato

Um currículo chega e parece perfeito. O candidato tem graduação e pós-graduação, cursos, aperfeiçoamentos, qualificações e muita experiência na área. Mas será que aquela pessoa é a ideal para estar dentro da sua empresa ou da empresa que você trabalha? Será que ele vai ser duradouro e trazer engajamento para seu serviço e/ou produto ou vai ser mais uma contratação equivocada no mercado de trabalho? Para se ter essas respostas, é preciso conhecer o fit cultural do candidato.

O fit cultural nada mais é do que o alinhamento do perfil da empresa com o perfil do empregado para que haja uma relação mútua de ganhos e benefícios. E esse tipo de entendimento sobre o profissional é feito durante a seleção. Trouxemos algumas dicas importantes na hora de avaliar o fit cultural de um concorrente a uma vaga de trabalho! Confira!

Conheça a cultura da empresa

O primeiro de tudo é conhecer bem a empresa e o que ela busca no candidato. É preciso que o profissional seja extrovertido e que saiba interagir e criar relações interpessoais ou é melhor aquele mais introvertido e voltado exclusivamente para o trabalho? A forma de se vestir importa para a empresa ou não? Esse tipo de pergunta precisa ser respondida antes de se aplicar o teste de fit cultural com o concorrente.

Chame o candidato para uma entrevista

Não basta apenas olhar o currículo do profissional, é preciso recrutá-lo para uma entrevista presencial. Assim, questões que não conseguem ser identificadas pelo papel podem ser observadas pessoalmente. Veracidade das informações postas no currículo, dress code e traços da personalidade são algumas delas. Esse momento é o ideal para extrair, por meio de perguntas estratégicas, os valores, padrões de pensamento e de comportamento.

Aplique um teste contendo perguntas situacionais

“Um trem vai atingir um grupo de pessoas que trabalha na via. Caso você mude a direção acionando a alavanca da locomotiva, ela vai se chocar com apenas uma. O que você faria nesta situação?” Essa é uma das perguntas mais conhecidas sobre moral e que podem ser aplicadas em testes comportamentais. Esse tipo de questionamento vai muito além das velhas perguntas de respostas “sim” e “não” e trazem à tona questões que podem ser de grande importância para os recrutadores dentro de uma empresa.

Avalie o histórico de trabalho

Aquelas referências que são inseridas no currículo servem justamente para isso: conhecer, entre outras coisas, o fit cultural de uma pessoas que busca uma oportunidade no mercado de trabalho. Mas, para isso, é importante fazer comparações com empresas que possuam a mesma cultura organizacional. Caso o então funcionário tenha sido produtivo no local, é bem provável que na nova oportunidade ele mantenha o mesmo tipo de comportamento.

Aplique a técnica de roleplaying

Essa técnica da área da psicologia é uma dramatização ou encenação, praticada por duas pessoas, sobre assuntos empresariais e situações vivenciadas dentro de uma corporação. Neste caso, o tema da interação não deve ser revelada. Por exemplo, como o profissional, caso estivesse atuando dentro da empresa, iria acalmar um cliente insatisfeito? Essa é uma questão que pode revelar muito do tipo de postura profissional que o candidato tem e que pode trazer benefícios ou prejuízos para a corporação.

E aí, gostou das dicas? Conte pra gente nos comentários!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.