O que o futebol nos ensina sobre empregabilidade

O que o futebol pode te ensinar sobre empregabilidade/FreepikUma equipe de uma empresa pode ser facilmente comparada a um time de futebol. Cada funcionário, como em um time, possui sua função definida e todos juntos cooperam para que o objetivo final seja alcançado. No entanto, até mesmo em times de futebol existem os jogadores versáteis, aqueles que atuam numa posição mais recorrente, mas estão sempre disponíveis para atender as necessidades do time fora de sua especialidade.

No mundo do trabalho ter um perfil versátil também é algo muito valorizado. Veja como você pode ser o profissional que o mercado precisa!

Saiba jogar em diversas posições

Assim como um volante pode fazer as vezes de um zagueiro, um profissional polivalente precisa saber jogar nas diversas bases. O essencial é que ele apresente bom desenvolvimento primeiramente dentro de sua área principal de atuação para posteriormente desenvolver-se em outras áreas.

Faz-se necessário que a pessoa possua uma especialização e ligado a ela desenvolva habilidades que possam melhorar seu desempenho profissional. Isso pode ser feito através de cursos de aperfeiçoamento, intercâmbios ou aprendizado autodidata. No entanto, existem cinco habilidades que conquistam qualquer recrutador. Confira!

Até o goleiro tem que saber fazer gol

No Campeonato Boliviano deste ano, um dos grandes destaques foi o goleiro argentino Matias Dituro, que fez um gol há mais de 70 metros de distância da trave do time adversário. Percebendo a ausência do goleiro boliviano, ele chutou a bola e fez um belíssimo gol, garantindo a vitória para o seu time.

Tomando Matias como exemplo, outra característica importante que precisa ser desenvolvida por um profissional versátil é a adaptabilidade. De nada adianta desenvolver várias habilidades se, quando convocado a exercer ou se candidatar uma função diferente da preferida inicialmente, o profissional não saiba se adaptar às necessidades do cargo.

Além da mudança de funções, saber se adaptar é algo que está relacionado a forma que a pessoa lida com as dificuldades. É de extrema importância que um profissional versátil saiba encarar os problemas com positividade, se adaptando bem, produzindo bons resultados e motivando a equipe.

Seja uma pessoa ágil

Uma das coisas mais emocionantes que pode haver numa partida, são lances inesperados, como gols que acontecem em poucos minutos de jogo. E se forem em segundos? Pois é, o jogador Roy Makaay, fez um gol memorável em impressionantes 10 segundos, quando jogava pelo Bayern de Munich em 2007.

Assim como Roy, um profissional versátil está atento a todas as oportunidades e sabe que alcançar bons resultados em curtos períodos de tempo fazem toda a diferença. Contudo, é importante não se deixar levar somente pelo objetivo de impressionar, seja o seu superior seja o recrutador. Se a tarefa demanda mais tempo para ser executada da melhor forma, recorra a isso e justifique com um bom resultado no momento da entrega.

Mantenha-se em campo

Em março de 2017 o japonês Kazuyoshi Miura tornou-se o jogador profissional mais velho em atuação reconhecido pela FIFA. Com 50 anos e sete dias, o integrante do Yokohama FC superou a marca de Stanley Matthews, jogador inglês que detinha o recorde de jogador profissional mais longevo desde 1965 com 50 anos e cinco dias. Para permanecer no mercado da bola ele precisou manter seu corpo em forma e não parou de praticar desde o início de sua carreira em 1980.

Assim como na carreira de Miura, aqueles que planejam se manter no mercado de trabalho precisam continuar se preparando, se atualizando para compreender e atuar sobre as mudanças que ocorrem em sua área. A graduação precisa estar associada a demais cursos ou experiências profissionais para que o profissional não corra o risco de ter sua carreira estagnada. Veja como isso pode ser feito ainda no período de estudos.

Escolha a melhor organização tática

Um técnico de futebol, entre outras coisas, é responsável pela organização tática do time que comanda. Esse tipo de organização norteia as ações simultâneas dos jogadores durante o jogo e a ocupação dos espaços. A partir da experiência do técnico com o time e do estudo das ações do time adversário, ele escolhe o melhor tipo de organização tática para possibilitar a vitória de seus jogadores.

No cotidiano de trabalho a organização tática dos jogadores pode ser comparada com a organização que o próprio funcionário faz das atividades que pretende realizar. Existem alguns tipos de habilidades profissionais que são desenvolvidas no ambiente de trabalho, podendo ser técnicas e organizacionais. As competências técnicas estão ligadas diretamente a área de atuação, é saber fazer aquilo que é designado para sua função.

Já as aptidões organizacionais dizem respeito a como o profissional faz as coisas durante o expediente, como ele se organiza. Esse segundo grupo de habilidades costuma ser desenvolvido a partir do contato direto com a profissão, através da experiência prática. Assim com um técnico, o funcionário com o tempo desenvolve as melhores estratégias organizacionais para concluir bem suas atividades e apresentar bons resultados.

Um trabalhador versátil está em condições de oferecer todo tipo de solução que a empresa precisa, por isso, não perca tempo e busque a versatilidade estando pronto para ser requisitado em processos seletivos.

Saiba como desenvolver sua inteligência emocional pode trazer benefícios para o seu desempenho profissional!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *