Pequeno manual de boas práticas para entrevistas de emprego

manualVocê tem medo dos recrutadores? Sua frio só de se imaginar em uma entrevista de emprego, sendo avaliado nos seus mínimos gestos e palavras. A seleção não precisa ser um monstro a se temer. Preparando-se e tendo certeza de qual objetivo você deseja conquistar, é possível passar por este momento tranquilamente e, ainda, deixar uma boa impressão junto aos entrevistadores. Confira um pequeno manual de boas práticas para passar por uma seleção deixando sua marca de maneira positiva.

Olha o horário!

O primeiro contato pessoal pode ser determinante para a imagem que você vai deixar para o entrevistador. Já dizia aquele ditado popular: ‘a primeira impressão é a que fica’. Chegar atrasado numa entrevista de emprego pode ser um indicativo de desleixo e falta de compromisso. Se você costuma ter dificuldade com a pontualidade, tente se organizar para sair com antecedência no dia da seleção. Conte também com imprevistos como trânsito intenso e demora do transporte, entre outros percalços que podem lhe pegar de surpresa.

Sim, precisa levar o currículo

A entrevista é o momento de ‘vender o seu peixe’ e o currículo é a sua primeira ‘propaganda’. Provavelmente, o recrutador já terá lido uma versão digital deste documento, enviada previamente, mas levar uma cópia impressa demonstra atenção para com a pessoa que irá entrevistá-lo. Afinal, você está lá para conseguir um emprego, e o currículo é a primeira maneira de se fazer conhecer.

Atenção ao visual

Momentos formais pedem vestimentas de acordo. Vista-se de acordo com a ocasião. Para vagas menos formais, o visual pode ser mais despojado, mas, ainda assim, é bom evitar roupas muito curtas, decotes, bermudas e chinelos. Chapéus e bonés também não são apropriados. Outros detalhes a serem bem cuidados são, uso de perfume e maquiagem em excesso. Uma apresentação simples e discreta costuma ser favorável aos olhos dos recrutadores.

Entenda sobre a vaga e – sobretudo – a empresa

Chegar na seleção sem o mínimo conhecimento a respeito da vaga pleiteada e a empresa que a oferece pode complicar bastante sua situação. Às vezes, não é possível descobrir muito antes da entrevista, principalmente em casos de encaminhamento via agências de emprego. Mas, pesquisar o mínimo possível sobre o aquele possível empregador demonstra seu interesse e proatividade. É importante ler sobre o histórico da empresa, resultados e colocação no mercado. Isso te ajudará a conversar com o recrutador e, também, lhe dará uma idéia de onde você pode vir a trabalhar.

Não minta

Às vezes, o candidato quer impressionar e acaba aumentando alguns fatos ou até mesmo inventando outros. É uma péssima ideia. De uma maneira ou outra, o entrevistador vai achar algum furo e isso pode ‘queimar’ o seu filme naquela empresa. Jogue aberto e seja o mais sincero possível nas respostas, sobretudo nas informações sobre escolaridade, nível de idiomas e experiências anteriores. Desta maneira, você também estará mostrando ser confiável e somará pontos a seu favor.

Faça perguntas também

A entrevista não precisa ser uma via de mão única. Você estará lá para responder às perguntas do recrutador mas, também, para perguntar. Tire todas as suas dúvidas, interaja de maneira ativa e mostre-se interessado. Mas, cuidado para não transformar a conversa num bate-papo entre amigos. Questione sobre o universo da empresa e o que estiver relacionado à vaga, nada de perguntas sobre vida pessoal do entrevistador ou assuntos irrelevantes para a situação.

Cuidado com o que fala

É preciso estar atento ao que se diz. O recrutador estará a todo momento observando suas palavras. Procure usar um português correto, fale de forma clara e objetiva e dispense o uso de gírias e expressões do tipo. Jamais fale mal de empregadores anteriores ou ex-colegas de trabalho. Se precisar contar o motivo do desligamento de alguma empresa, seja discreto mantendo sempre uma postura ética.

Seja profissional

Você ainda não garantiu sua colocação na empresa mas é preciso agir como profissional. Seja educado, formal e nada de tentar ‘socializar’ ou descontrair o ambiente. Saiba dosar a simpatia e extroversão para o momento que pede concentração e seriedade.

Mostre a que veio

Chegar na entrevista sabendo quais seus objetivos naquela empresa fala muito sobre você. Além de demonstrar segurança, este é um sinal de que você é consciente de onde quer chegar e como fazê-lo. Esta atitude costuma agradar aos recrutadores e pode ser um diferencial frente aos outros candidatos.

Venda-se

A seleção é o momento de fazer aquela propaganda sobre você e seu trabalho. Seja comunicativo, simpático, aperte firme as mãos do entrevistador e mantenha sempre contato visual direto. Prepare-se anteriormente para chegar na entrevista seguro de si e disposto a vender o seu produto, você mesmo. Dessa maneira, é possível cativar os recrutadores e, certamente, deixar uma boa impressão.

Gostou destas dicas? Acha que faltou alguma coisa para completar nosso manual? Conta pra gente, nos comentários, o que você faz para tirar de letra uma entrevista de emprego.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *