Networking: você sabe como criar uma boa rede de contatos?

Criar uma boa rede de contatos depende da variedade de sujeitos envolvida nela

Criar um bom networking depende da variedade de sujeitos envolvida nela

Quando falamos em networking, a primeira ideia que vem à cabeça é rede de contatos certo? Porém o networking não se constitui apenas em ter os e-mail e telefones de um grupo aleatório de pessoas. Seu networking é uma forma de você se desenvolver e crescer profissionalmente e para isso é necessário estratégia.

Como criar um bom networking

Inicialmente é preciso entender como funciona um networking. Segundo José Augusto Minarelli, CEO de uma empresa de transição de carreiras, o profissional precisa basicamente de 3 tipos de pessoas em sua rede de contatos, para que ela seja eficiente: as pessoas-fim, pessoas-meio e intermediários. Cada uma dessas pessoas exerce um papel fundamental para as relações profissionais e de mercado de trabalho e por esta razão não podem faltar entre seus conhecidos.

Mas afinal, quem são eles?

Pessoas-fim

São o alvo de sua busca, caso esteja desejando uma recolocação no mercado de trabalho ou uma mudança de área em sua carreira. As pessoas-fim, são justamente os contratantes. Mas para chegar até eles, como todos sabemos, não é tão simples, até porque o número de pessoas precisando de emprego supera a quantidade de pessoas que tem oportunidades a oferecer. É nessa hora que entra a atuação fundamental das pessoas-meio.

Pessoas-meio

Ter essas pessoas em seu networking te ajuda a ficar por dentro do que está acontecendo no mercado de trabalho e quais novidades estão surgindo na sua área de atuação. As pessoas-meio, diferente das pessoas-fim, não dispõem das vagas, mas têm algo quase tão valioso quanto: informação. Os contatos dessa categoria, funcionam praticamente como mentores e auxiliarão com dicas, tirando dúvidas e fazendo um mentoring para você e sua carreira, apontando caminhos e alternativas.
As pessoas-meio são essenciais para ajudar a ter uma percepção ampla do mercado de trabalho e de como você deve agir de acordo com suas necessidades e aptidões.

Porém numa situação de busca de emprego, nossa tendência é querer falar mais sobre nós e ressaltar nossas qualidades do que ouvir, e para a Relações Públicas, Maiara Ribeiro, que tem experiência atuando em organizações de terceiro setor, a dica essencial é desenvolver o exercício da escuta. “Você precisa estar sempre em contato e disponível para o outro, para seus pares, estar aberto a ouvir os outros, saber se comunicar” alerta.

Intermediários

Essas são as pessoas que poderão te colocar em contato com outras pessoas que te auxiliam a alcançar seus objetivos finais: sejam eles participar de uma seleção naquela empresa que você quer, até mesmo a tão esperada entrevista com algum recrutador. É o famoso Q.I (Quem Indica). Essas pessoas emprestarão seu nome, prestígio, posição social ou financeira para te auxiliar na empreitada de busca de emprego ou transição de carreira.

Portanto, além de saber identificar quem é quem dentro da sua rede de contatos, é preciso estar sempre se atualizando sobre o que acontece na sua área, através de workshops, palestras e cursos. Maiara ressalta que, acionar antigos colegas de faculdade ou trabalho ajuda bastante. “Procurar manter uma relação com os profissionais que você trabalhou e que você admira, é legal porque você pode se espelhar neles. Utilizar as redes sociais para fazer contato com empresas e organizações que você deseje trabalhar é sempre bacana, porque você fica atento às oportunidades que surgirem”, completa.

Então, o segredo aqui, é o velho ditado: “quem não é visto, não é lembrado”, e isso também significa que nem sempre você precisa estar exercendo um trabalho remunerado. “Uma boa estratégia é se oferecer para realizar trabalho voluntário nas empresas que você deseja atuar, dessa forma, aumenta a circulação do seu nome, e passa a conhecer mais pessoas”, completa a relações públicas.

Assim sendo, para de fato construir um networking eficiente, é preciso estar sempre atualizado com as tendências do mercado de trabalho e comunicando-se com sua rede de contatos.

Você pode gostar...

2 Resultados

    • LeiaJá disse:

      Olá Nilo!

      Que bacana que você curtiu!

      Continue nos acompanhando, e caso deseje, pode deixar sua sugestão de matéria aqui nos comentários!

      😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.